24.8.04

O Parque de Vizela 120 anos depois




O Parque das Termas em Caldas de Vizela foi criado entre 1884 e 1886 pelo famoso horticultor portuense José Marques Loureiro, proprietário do Horto das Virtudes, e pelo jardineiro-paisagista Jerónimo Monteiro da Costa, autor dos jardins de Arca d'Água, do Carregal e de outros históricos jardins do Porto. O Parque apresenta sinais de degradação, como seja o avanço das acácias e dos eucaliptos na sua periferia, e as poluídas águas do rio Vizela não ajudam a compor o bucolismo ideal; mas as árvores que Marques Loureiro plantou atingiram um desenvolvimento luxuriante, emprestando ao local uma imponência e solenidade únicas: não conhecemos no país nenhum outro parque ou jardim com tal concentração de árvores gigantescas.

Nestas fotos vemos algumas dessas árvores: à direita em cima um tulipeiro (Liriodendron tulipifera) cujo tamanho se pode avaliar comparando com o da figura humana em primeiro plano; em baixo, também à direita, uma tília de dimensões semelhantes; e, à esquerda em baixo, uma Sequoia sempervirens (das muitas que há no Parque rivalizando em porte com as do Buçaco) eleva a sua flecha bem acima da concorrência.

Esta história é para continuar: amanhã publicaremos um texto de 1886 de José Duarte de Oliveira, redactor do Jornal de Horticultura Prática, descrevendo as obras de construção do Parque das Termas, verdadeiro mostruário desse estabelecimento ímpar da horticultura portuguesa do século XIX que foi o Horto das Virtudes.
.

1 comentário :

Judite Dias disse...

Há dias estive no Parque de Vizela, que não conhecia... Fiquei agradavelmente surpreendida com toda aquela frescura e beleza, mas a dada altura, também fiquei preocupada com a presença de vários exemplares de Mimosa nas margens do lago e na mata que fica acima do Restaurante Chalet do Parque...
Participei, ainda este ano, em acções de combate às Mimosas, no Bom Jesus em Braga e no Gerês, que está completamente tomado por esta árvore infestante e, desde essa altura, fiquei muito sensível a esta problemática... Passei uma tarde muito agradável no referido parque, mas vim preocupada para casa...
Daí esta minha intervenção...