30.6.08

Acabar na praia


Iberis procumbens subsp. procumbens - São Jacinto


Crucianella maritima - Aguda / São Jacinto


Medicago marina - Aguda / Granja


Euphorbia paralias / Silene littorea - São Jacinto

Foi com os metrosíderos em flor que a Manuela Ramos inaugurou o Dias com Árvores em 30 de Junho de 2004: são árvores que vieram dos antípodas e vivem felizes à beira-mar. E é à beira-mar que regressamos para encerrar a nossa actividade neste blogue, por ser lá que melhor se entende que cada fim é o começo de outra coisa.

Maria Carvalho
Paulo Araújo

91 comentários :

Isabel disse...

O meu coração ficou pequenino com a novidade e está já cheio de saudades das cores e do conhecimento que sempre aqui bebia a cada dia!
Até outro blog...!?
Com esperança por aqui fico!
Obrigada

arboretto disse...

Atravessar o Atlântico para render visita ao Dias com árvores foi rotina quase diária no último ano. Diferentes dias, plantas bravas, outras nem tanto, flores perfumadas e nobres e as daninhas, polemicas e amadas.
Sabemos que acabar na praia não é morrer na praia, mas talvez respirar ar puro, por o pé no chão se reenergizar, tirar férias e voltar renovados! Desejos de boas ferias e feliz re-começo!

António Erre disse...

Acabar? Definitivamente?
Ou são apenas umas férias concerteza bem merecidas?
Até sempre!
António

Jardineira aprendiz disse...

Esperamos por um qualquer renascimento, então. Ou a blogosfera ficaria muito mais pobre.

Obrigada pelo que têm partilhado connosco!

Vicente disse...

Cheio de pena, mas compreensão, foi assim que li a notícia do fim deste blogue, onde a minha sensibilidade para a Natureza, ainda que nas suas mais pequeninas e desapercebidas manifestações, se enriqueceu verdadeiramente.
Mas o que já foi feito ninguém o tira, por isso o meu obrigado pelo privilégio a que tive direito durante estes meses, pois só tarde descobri o "Dias com árvores".
Vicente

Anónimo disse...

O quê, não pode ser!?!?! confesso que foi esta a minha primeira e mais imediata reacção. Reconheço que é de egoismo, porque com o passar dos meses e dos anos habituei-me a usufruir de borla, como se de um direito natural se tratasse, de um blogue cheio de qualidade que deve dar montes de trabalho a manter. ( e eu bem me lembro do trabalho que deu a minha curta experiencia na blogoesfera enquanto editor do vistasnapaisagem).
à parte ainda estar incrédulo e ter aquela certeza de que só pode vir a existir um segundo encore, deixo aqui a meu profundo agradecimento pelo saber e sensibilidade que aqui partilharam e que eu usufrui em parte.

Obrigado ainda por me terem dado a mão no aprofundamento de um gosto que eu tinha embrionário e que hoje é incomparavelmente mais enquadrado. Acho mesmo que eu enquanto ser humano sou diferente depois do DIas COm árvores!

Muito Obrigado e até breve! Um bom e merecido descanso e, por favor, mantenham o Dias Com arvores Online.

cumprimentos

Alexandre Leite disse...

Bom descanso então! Mas cá vos esperamos depois das férias!

Gi disse...

Também me custa a acreditar. Conheci este blog há pouco tempo e visito-o diariamente; custa-me vê-lo fechar.
Quer seja definitivo, quer temporário, só vos posso desejar felicidades e agradecer o que aqui fizeram até hoje.

Anónimo disse...

Não valerá a pena repetir todas as exclamações de incredulidade e espanto que aqui vejo reunidas e com as quais me identifico totalmente mas não ficaria bem comigo se não juntasse o meu OBRIGADO a todos os que já cá estão e a outros que hão-de vir. E não acredito mesmo no fim senão como uma outra forma de começo. Obrigada mais uma vez pelo que nos acrescentaram e até breve.
Helena Alves

maria costa disse...

É com extrema surpresa que leio o fim deste blogue. Visito-o diariamente, por isso irei sentir falta das suas árvores e do ar puro que neste blog se respirava.
Espero que seja um "até já" e não um "adeus" definitivo.
Fico à espera.
Obrigada por partilharem a vossa natureza.

patologista disse...

E que boa companhia nos têm feito ao longo deste tempo.
Resta-me agradecer os ensinamentos.
Até sempre!

António, outro disse...

"PEDIDO

Ama-me sempre, como à flor do lírio
Bravo e sozinho, a quem a gente quer
Mesmo já seco na recordação.
Ama-me sempre, cheia da certeza
De que, lírio que sou da natureza
Na minha altura eu brotarei do chão.

Miguel Torga - Diário 12 Abril 1943

Brotem de novo, por favor.
Um grande obrigado!

Paulo Araújo disse...

Ena, tantas mimos! Estamos de tal modo derretidos que temos vontade de acabar mais vezes com o blogue. Fica um agradecimento caloroso a todos quantos aqui comentaram, e um abraço especial ao Eduardo (a gente volta a encontrar-se), ao Paulo (que nos trouxe uma centáurea branca das margens do Mondego) e à Rosa (aproveitem a visita para cheirar as flores de Junho).

Anónimo disse...

"(...)cada fim é o começo de outra coisa." Quererá isto dizer que há outro projecto na forja? É que este habituou-nos a visitas demoradas que nos faziam quedar sobre óptimas fotos e beber informação substancial sempre apresentada de maneira elegante. Bem hajam. E venha daí o novo projecto... Octávio Lima (ondas3.blogs.sapo.pt)

M. Dalila disse...

Este foi um espaço que consultei,diariamente, com imenso interesse e prazer, antes de desligar o computador.Dizia que era o meu blog e divulguei-o aos amigos.
Acabar? Não!!! Que seja apenas o interregno de umas merecidas férias!
Até sempre! Muito Obrigada pela partilha e ... cá vos aguardamos!...

Manuel Anastácio disse...

Confesso que foi a notícia mais triste do meu dia.

Anónimo disse...

É um choque e uma tristeza grande saber que não poderei cá voltar todos os dias aprender mais um pouco e tirar dúvidas. A tal sensação de perder algo de precioso que já se tinha como garantido.
Muito obrigada. E por favor voltem.
Isabel Gonçalves

IVA disse...

Disse algures que considerava este "um(o) blog ideal". Mantenho. Votos sinceros de auspicioso desenvolvimento ao(s) projecto(s) em que se encontrem envolvidos os autores do DcA, seja(m) ele(s) qual(ais) for(em). De resto, um humilde pedido: mesmo que ñ "on a daily basis", tentem, por favor, manter viva esta fértil "planta". Uma aparição por semana (sendo possível), talvez?...

Não pude ler todos os dias, mas sei que este lugar é muito, muito VÁLIDO. Resta-me agradecer: obrigada por tudo o que partilharam.

Bom repouso, bom regresso!
:o)

Um abraço.
Inês Alva

Anónimo disse...

É mesmo egoismo lamentar aquilo de que desconhecemos a razão, mas que dá peninha dá. O Dias Com Árvores não será o mesmo sem vcs. Esperemos que continue e que ambos possam realizar-se nas novas escolhas, sejam elas outro blogue ou pura e simplesmente blogue nenhum.
Mas que dá pena dá.
Muito obrigada por tudo (e creiam que este tudo pode até tomar dimensões de que nem vcs suspeitam...)
Leonor Moreira

Anónimo disse...

Parabéns pelo magnífico [e hercúleo] trabalho colocado à disposição de todos e um grande abraço de um dendrodependente, agora com os dias mais difíceis na busca de alimento.

p. faúlha

alexandre inácio disse...

Paulo, Maria, Manuela

só tenho uma coisa a dizer:

- Vocês enriqueceram as minhas caminhadas e a minha própria vida.


Terei saudades (já tenho saudades) da acutilante ironia britânica do Paulo, dos interessantes excertos da Maria e do sonho da Manuela. Manuela, talvez nos encontremos, um dia, numa floresta de faias ou num bosque de bétulas.


Um enorme "BEM HAJAM" a todos!



*Espero que isto não seja uma partida de S.João atrasada. Os portuenses são danados para a brincadeira... E o meu fraco coração não aguenta tanta emoção.



Camaradas Leitores:

Está aberta a proposta de petição para reunir assinaturas contra o encerramento deste blogue. É um caso de interesse público. Quem assina?

ana disse...

e se a nova coisa que vai renascer poder ser partilhada, avisem

Maria Lua disse...

Amigos,

é assim que vos trato por sentir cada vez que vinha ao Dia com Árvores chegar a casa...
Sei que manter um blogue com esta qualidade é um imenso esforço e não posso deixar de agradecer o quanto partilharam/ensinaram a todos nós. Mas por favor, não desistam... Todas as boas coisas estão a terminar em Portugal e fechando este blogue também a nossa Natureza se arrisca a perder imenso...
Não vinha todos os dias porque os afazeres não deixavam, mas sabia que estavam aí, à minha espera, para dar uma nova e bonita lição!
O amor é grande por todo este tempo em que me sentia em casa neste cantinho, não deixem que fiquemos mais sozinhos, por favor...
Refresquem a vida, os sentimentos e venham de reabrir esta Casa.
Esperarei por vós todos os dias da minha vida, porque a esperança não morre nem a admiração/carinho que por vós tenho.
Um abraço repleto de dias com muitas árvores para iluminarem sempre o vosso caminho.
Obrigado e até amanhã.

bettips disse...

Eu assino: JÁ!
E exorto TODOS a dizer o que lhes vai na alma, da pena, da perda.
Foi daqui "que nasci", para tudo o que queria ver e nunca soube que tinha visto, que queria descobrir e não descobri, o que aprendi sem saber que aprendia, de nome da sensibilidade, bom gosto, amor à terra, natureza - entre o solo, o céu, a árvore, a esquina da rua, a erva, a pequena flor, a duna, o caminho verde-eterno, a VIDA que a todos nós fizeram (re)viver.
Aqui me enterneci, com a Maria e as suas literaturas macias e pacientemente bordadas, teia de palavra-sentimento; o Paulo e o seu sorriso como um raio de sol fugidio, tanta ironia boa e certeira; a Manuela e a sua persistência, o seu dedo a dizer, a apontar a pedra mais longe ...
Uma tristeza imensa.
Não sei que vos diga nem como vos abrace, com vontade de rever, reverter o tempo...
que fazemos, nós, os egoístas beneficiários de tanta generosidade? que fazer, a não ser pedir que voltem, "um dia com árvores", qualquer!

Abraços

Peixe_Soluvel disse...

É pena! Era um dos blogs mais respiráveis e cheios de clorofila. Ate´sempre!

http://arvorecomvoz.blogspot.com

Júlia Galego disse...

Com vocês aprendi muito. Diariamente vinha espreitar as novidades e era sempre um encantamento ver as fotos e os textos. A minha rotina vai-se quebrar com a vossa ausência. Espero que seja breve.

GPC disse...

Especialmente boa a 1ª foto de Medicago marina

"Acho mesmo que eu enquanto ser humano sou diferente depois do Dias Com árvores!"

Obrigado e até sempre.

as-nunes disse...

É com muita pena que vejo o fecho deste blogue.
Foi com convosco que me iniciei na Botânica (secção primária que mais categoria e tempo não tenho) e agora que já estava a aprender umas coisitas sobre as árvores de Leiria, já me sinto um órfão. Vinha aqui beber muita informação.
Desejo-vos a todos muitas Felicidades e agradeço todos os ensinamentos aqui recolhidos, incluindo algumas dicas no meu blogue.
Um Adeus que desejo não seja definitivo.
António

Joaquim Baptista disse...

Que pena. Só vos descobri há pouco tempo. Mas é a vida.Felicidades nos novos projectos

bettips disse...

Sei que não é "bonito" apelar às visitas: mas deixo no meu lugar e especialmente dedicado a vós, os momentos de Junho do ano passado, as imagens do passeio pelo Jardim da Cordoaria e Palácio.
Algumas palavras minhas. Sentidas.
Até sempre.
Abraços.

L disse...

Mas mas...eu adoro este blog!


O vosso trabalho é importante. Boa sorte nos projectos futuros.

ARLINDO disse...

O QUE É BOM É QUE ACABA.
VOLTEM.

Luís disse...

Muito obrigado por tudo

Sérgio Martins disse...

Desde sempre me habituei a visitar este blog...tenho imensa pena que acabe, de qualquer das formas quero agredecer a quem sempre me proporcionou neste blog as imagens e as palavras com que muito apreendi! Muito obrigado!

Miguel disse...

Por todo o amor pela vida que partilharam connosco, obrigado! :)

Teresap disse...

Que tristeza por saber que nos vão deixar! Que alegria por vos ter tido ao longo dos meus dias! Quão grata vos estou por terem dado tantos conhecimentos!

JPG disse...

"Morta por dentro, mas de pé, de pé, como as árvores." (Palmira Bastos)

Este blog fica vivo, vivo por dentro! E também fica de pé, de pé como as árvores!

Jorge Matos disse...

É pena, por aqui íamos vendo e aprendendo mais do árvores. Mas sempre ficou alguma coisa semeada.

Jorge Matos

vandafranco@msn.com disse...

Olá...nunca comentei no vosso blog porque sou mais do tipo "voyeur"...mas é com muita tristeza que agora assisto ao ultimo post. Há cerca de um ano que aqui venho bisbilhotar e sou sempre brindada com lufadas de ar fresco,cheiros novos e cores deslumbrantes. Da ervinha mais pequenina à árvore centenária,todos são tratados e apresentados com a mesma paixão e admiração. Tenho muita pena de ver desaparecer mais um blog que tanto respeitou e promoveu o respeito pela natureza. Um Bem Haja a todos e Boa Sorte! :)

Raphael disse...

Um belo final para um blog que se manteve florido por todos estes anos. Sentirei falta deste espaço que bisbilhotava desde 2006.

Obrigado!

Vic disse...

=/

Anónimo disse...

Eu não queria acreditar. Mas, pelos vistos, é verdade. Muita pena tenho que assim seja, eu que cá vinha praticamente todos os dias, e às vezes mais do que uma vez. Não só pelas fotos, mas também, e talvez principalmente, pelos textos.

Um muito obrigada cá de longe. Vou sentir-me ainda mais longe!

Maria do Rosário (Canadá)

Juanillo disse...

Buenas noches.Tu blog ha sido elegido para recibir un premio a la excelencia, "Excelente" implica para nosotros "bien hecho" y con este galardón destacamos los blog más constantes y bien hechos de los que visitamos con regularidad.

http://plantasdemitierra.blogspot.com/2008/07/un-premio.html

cancruz disse...

Olá

Estou uns dias sem vir ver as árvores e pronto, acabou. Não pode ser, vai fazer muita falta. Claro que, como já disseram, é egoísmo meu querer que o que é bom dure para sempre.
As maiores felicidades!
Cândido

Claudia disse...

Nunca comentei, mas sempre vos acompanhei. Aprendi sobre os misterios verdes da minha cidade, e o meu gosto de sempre por arvores, jardins e plantas sentiu-se, finalmente, acompanhado por maos amigas.
E agora? quem me vai contar o que aconteceu ao jacarandá do viriato??

sa.ra disse...

:)

beijo

dias felizes, com as árvores, sempre!

antonioduvidas disse...

Então boas férias parafraseando os desejos de anteriores comentadores.
(antonio)

Dona Sra. Urtigão disse...

Atrasada, retardada, sei lá. Só descubro este lugar, acima da minha possibilidade de elogios, agora ? A vida é mesmo injusta.Mas vou "linká-lo". Mesmo assim vou passear por aqui.E aguardar um retorno, ou quem sabe um outro endereço.

Anónimo disse...

Vou ter saudades vossas... As imagens que aqui colocavam tiraram-me muitas vezes da prisão onde em encontro.

francisco.rocha.antunes disse...

aqui se leu o melhor do que o Porto é capaz: uma mistura de rigor, ciência, cidadania e amor pelas plantas. Muito obrigado e mantenham o blogue acessível porque vos garanto que isso é um verdadeiro serviço público. E Parabéns pelo trabalho desenvolvido.

Francisco disse...

Não posso acreditar!

Resta agradecer o excelente trabalho e a ajuda que este blog a tantos serviu, incluindo a mim próprio, numa alegria incomparável. Sempre foi com imenso gosto que abria os favoritos e saltava colorido o ''Dias com árvores''

Obrigado.

Antonio Fidalgo disse...

Espero, aliás tenho a certeza que continuarão a contribuir e a trabalhar em prol das nossas amigas árvores. Mas a obra que deixam aqui é merecedora de admiração.
Em jeito de sugestão: será que alguma editora se interessaria em passar este blogue a livro?

Mais um "devoto"
Antonio Fidalgo
(http://4wallphotos.dentpal.com)

Paulo Araújo disse...

Caro António Fidalgo:

A ideia de «passar o blogue a livro» já nos ocorreu, porque no fim de contas o que aparece na rede tem vida efémera e só o formato de livro garante alguma permanência ao nosso trabalho. Seriam vários os livros e de carácter variado: um com crónicas, outros mais botânicos. Sondámos várias editoras mas nenhuma nos respondeu. O que não é estranho, pois os nossos livros anteriores nunca teriam existido se não tivéssemos nós próprios pago e distribuído essas edições. Mas essa experiência como editores & distribuidores, apesar de interessante e proveitosa, não é coisa que nos interesse repetir. De modo que talvez os livros do Dias com Árvores nunca sejam publicados.

Dona Sra. Urtigão disse...

Um trabalho como este nunca terá vida efemera, mesmo na rede, pois como em um livro, retoma-se a consulta diversas vezes, indica-se e empresta-se para amigos.

zazie disse...

Não posso crer. Este era o blogue mais bonito de serviço público de toda a blogosfera

bettips disse...

Paulo: que ainda hoje sobre MJPires falo da (des)ventura de fazer a diferença!
Que pena, sabéis que a tenho... que "contos de réis" e raínhas vos daria, se os tivesse! Pelo prazer da cultura, do conhecimento, das coisas que "ninguém inaugura"...
Espreito, ficam saudades.
Abraços, sempre, a vós.
(a propósito, o vosso livro está tb à venda em Serralves, valha-nos isso...)

Antonio Fidalgo disse...

Depois de ler sobre a má experiência que é editar ou tentar editar um livro sobre estas matérias em Portugal, fiquei a pensar se não será sempre melhor fazer em inglês seja o que for que desejemos levar a cabo. Um blog, um site, etc.

Também já tive uma experiência com dois blogues em português que não deixaram saudades pelo pouco feedback. Eu sei que falamos de livros mas está tudo ligado.

Cristina Jacó - desenhotudo.com disse...

Olá pessoal, o blog de você é muito bom. Fico sempre encantada com as fotos e aproveito para agradecer ao Paulo V. Araujo que me permitiu usá-las para minha pinturas. Adoro flores azuis e os exemplares que vocês mostram são belíssimos. Parabéns!

Aproveito para convidá-los a conhecer meu projeto de ensino de artes visuais a distância: www.desenhotudo.com

Abraços,
Cristina Jacó

Ponto Verde disse...

Não quero acreditar que acabe, nestas coisas da natureza há sempre um recomeço... fico à espera ... porque estes dias, assim, "sem árvores" não têm a poesia destes!

Agradeço as visitas diárias , as imagens belissimas e os textos, tudo uma generosidade sem fim como só se encontra numa blogoesfera que muitos tentam diabolizar.

Parabéns e até breve.

Flor disse...

É pena!
Lugar em que passo, com muito prazer e aprendo mais e mais sobre plantas, flores, árvores, vida...
Venho sempre, não diariamente, tanto que já se vai quase um mês que postaram a última mensagem.Venho deliciar meus olhos e minha alma com as sempre lindas fotos.
Abraços!
Adriana

Anónimo disse...

sou profissional do sector dos espaços verdes e um visitante assíduo do v/ blogue desde que me foi divulgado hácerca de três/quatro anos...para mim é uma referência! Não quero acreditar que acabou...
Um abraço aos AA

Filipe Forte de Faria

Anónimo disse...

segue-se o mar.
Obrigado

AC

PM disse...

Sem dias com árvores, a blogosfera vai ficar, sem dúvida, com menos oxigénio para respirar... mas o link, esse, vai permanecer no meu "Favorites".
Muito, muito obrigada pelo vosso trabalho e dedicação aos outros.
Paula Morais

miguel disse...

obrigado por este maravilhoso labor...guardarei sempre este link
abraços

João Soares disse...

Queridos amigos
O vosso trabalho foi tão generoso, eficiente e belo como o design ecológico das árvores e jardins de flores.
A Educação Ambiental fica um pouco mais pobre sem novos rebentos. Mas sei que continuarão nesta conservação da botânica por muito tempo através de outros projectos.
Obrigada.

MPS disse...

Nada disse em Junho, por ter esperança...

Volto agora e percebo que é decisão definitiva. Tenho tanta pena!

Queria continuar a aprender convosco o nome das flores que não sei nomear.

Vou continuar à espera. Entretanto, bem-hajam pela obra feita

Ezequiel Coelho disse...

Tudo tem um tempo próprio e o tempo deste blogue foi um tempo feliz, para quem teve a oportunidade de o acompanhar.
Desejo-vos muitos outros dias e muitas outras árvores.
bem hajam!

Rafael Carvalho disse...

Apareçam,
Vá lá...
Já chega de brincadeira!

Filomena disse...

Não é possível! Acabar este blog, assim... e na praia!
Aprende-se tanto aqui, neste blog.
Não nos deixem assim, órfãos dos vossos conhecimentos...
Por favor recomecem o vosso blog! Mesmo que seja com posts mais espaçados no tempo.
Um abraço.
Filomena

alex disse...

Vir aqui é como ler um livro de condolências de um funeral, ou ler a página do obituário no jornal, passatempo viciante, não menos interessante, sobretudo quando o "falecido" era tão querido por todos.

Uma vez que o ritual de aqui vir ler vossos posts me ficou entranhado, e passou a fazer parte do meu DNA, numa espécie de milagre Lamarckista, continuo a vir cá, nem que seja apenas para ler o obituário.

Bem sei que posso reler interminavelmente todo o blogue (coisa que já fiz) e que era tempo de pararem este vosso projecto. O descanso, o encerramento é mais que merecido. Mas ponderem o vosso regresso às lides da blogosfera, canal de comunicação privilegiado entre pessoas tão afastadas entre si.

À Manuela sugeria que nos postasse algumas das alegrias do seu novo e real jardim, em blogue próprio ou conjunto. Seria curioso acompanhá-la nessa aventura.
Seria interessante, também, ver um blogue pessoal da Maria, um recanto de amor entre natureza e literatura.
E quanto ao Paulo... Só pelas fotografias dos jardins de Inglaterra já valia a pena fazer um blogue. Afinal devo-lhe muito do imaginário que tenho sobre eles. (até já tenho prgramada uma viagem a Londres, na próxima Primavera, para ir ver os bluebells no Holland Park)

Vá lá. Não custa nada. Fazer um blogue é grátis, e não tem prazos para postagem. Podem postar um post por ano. É mais do que suficiente. Só por vos saber vivos, continuaremos a ser vossos leitores assíduos. É que isto é muito mais do que apenas uma folha de publicação. Aqui nascem, espontaneamente, como ervas naturais, relações e relacionamentos e afectividades. E temos saudades vossas.

Até qualquer dia...
(eu sei que sim.)


Alexandre Inácio

Carla de Elsinore disse...

venho sempre à procura da nova casa. o outono seria um momento para começar.

um grande abraço de elsinore

Maria Paula disse...

Olá, partiram e deixam-me tantas saudades. Resta-me percorrer de novo e sempre o vosso blog, aqui confesso que dele colhi flores á sucapa para alindar o meu blog.
Agradecida por todo o conhecimento botânico que facultaram à blogosfera.
Voltem fico a aguardar.
Paula Cabrita

MPS disse...

Estou com saudades!

Anónimo disse...

continuo à vossa espera!Hoje vim ver se já tinham regressado.Continuo com esperança que voltem!Em tempos tão difíceis não vou perder aquilo que sempre tive...um abraço de saudades.

Anónimo disse...

PODEM FAZER O FAVOR DE VOLTAR?!! Nem sempre se tem a sorte de que os projectos sejam verdadeiramente amados como é o vosso!Não nos privem da beleza...Precisamos tanto dela como de pão...
Durante alguns meses a internet ,para mim, era esse grande encontro com as árvores dos vossos dias...VOLTEM,POR FAVOR!

Samuel disse...

Não posso crer.

Este é o Blog mais bonito de toda a internet.

Obrigado de coração.

Que a mãe natureza possa, com sua fartura, retribuí-los por tudo.

Dona Sra. Urtigão disse...

Volto aqui para juntar-me ao coro dos que pedem a volta dessas belezas.

Jacques G disse...

Um choque!

Lembra-me de um filme que aqui no Brasil se chamou "Nunca te vi, sempre te amei".
Admiro tanto este blog que, apesar da ausência, degusto sempre mais e mais o seu conteúdo.
Voltei hoje, mais uma vez... Não pude conter o comentário.
Abtaços saudosos!

josedanielabrunheiro disse...

Bons Amigos:
Não nos esqueçamos da frase, que eu julgo ser do Alexandre O'Neill, "HÁ MAR E MAR, HÁ IR E VOLTAR". Vão e voltem bem depressa, não fiquem por lá. Se me é permitida a ênfase, quase que vos podeis considerar como uma instituição de utilidade pública.
Pela parte que me toca, entretanto, cumpre-me agradecer-vos os ~belíssimos ensinamentos e o encanto que ao mesmo tempo me foi dado usufruir.
Um grande abraço conimbricense do
J.D.A.

bettips disse...

E espreitamos. Alguém nos lerá e saberá o que amamos.
Se voltarão?
Pelo menos podemos vir aqui...

Anónimo disse...

Hoje vim uma vez mais ao dias com árvores. o Outono e o extase das cores de Outono podia ter convencido alguem a recomeçar, pensei. Dei mais uma vista de olhos por uma tilias ha uns outonos atrás e vim à caixa das mensagens.

Ao ler a mensagem a cima percebi porque o fazia...Venho espreitar; alguem nos lerá e com isso intuimos que partilhamos a mesma condição com mais seres.

Que sensaçao tão boa. saber que partilhamos esta humanidade.

Obrigado outra vez por isso, editores do Dias com àrvores. E voltem, nem que seja para um post uma vez por ano!

Abraço
João GOmes

Juanillo disse...

Buenos días,les informamos de que les hemos dado un premio ;-) recójanlo en http://floresdecatalunya.blogspot.com/2008/11/nos-han-dado-un-premio.html un saludo y a seguir en la brecha.

Mi miembro disse...

Eu era muito agradável sentir saudade de muita diversão em seu blog recebeu uma calorosa saudação.

Anónimo disse...

Então? Não deixem tanta gente deprimida.

Anónimo disse...

nem uma arvorezinha pelo natal?'

bettips disse...

Partilhar humanidade, como disse João Gomes. E por isso volto, sempre.
Boa humanidade para vós os três, desejo, onde quer que pensem e estejam.
Bj

bettips disse...

Talvez que...um ano novo traga uma ideia nova, um tempo em espaço inventado... Folheio o álbum a propósito de Kenwood House e que saudades!
Abraços a vós.
Felicidades

Dione Poisl (Noni) disse...

Tenho essa planta de flores lilases em meu jardim. Nem sei o seu nome vulgar.
Visitar este blog faz parte de minha rotina.

J. Botelho disse...

Olá!

Muito interessante seu blog!

Tambem faço parte de um blog ligado ao ambiente, se vc quiser participar apareçam por lá:

http://d-sustentavel.blogspot.com/

Abços

bettips disse...

Lá fui eu a Villar d'Allen. Lembrei - sem quase saber o nome de nada - as sensações de todo este tempo do "Dias". E tive saudade desse diálogo vivo entre criaturas e plantas, terras e árvores, poesia e ironia.
Já parece há séculos...
Abçs

Anónimo disse...

Uma bela prenda/informação: se alguém aqui passar, como eu, que repasso!
"A Árvore de Natal do Senhor Ministro" de Paulo Ventura Araújo, das Edições Afrontamento, colecção "Viver é preciso".
Uma espécie de continuação da magia que aqui nos juntou. Já o tenho e vale a pena!!! As palavras do "Dias" e fotos magníficas que nos habituámos a desenrolar estes anos.
Parabéns, Amigos nossos.
(espero que publiquem o meu comentário, completamente a propósito e da minha sereníssima autoria)
Abraços
Bettips