23.7.10

Les jeux sont faits


Fritillaria nervosa Willd.

Talvez o leitor já não se recorde da flor cor-de-tijolo, campanulada e inclinada para o solo da espécie Fritillaria lusitanica Wikstr. que o Paulo fotografou em Março na Serra dos Candeeiros (e que, apesar do nome, também existe no sudoeste de Espanha, onde se confunde com a F. hispanica Boiss. & Reut.). Se não se importa, abra de novo essa janela e compare as fotos de então com as de hoje.

Já está? Concorda que, a menos do interior das flores - amarelo no da F. lusitanica, com um padrão axadrezado no da F. nervosa -, a semelhança entre as plantas exige que se justifique a identificação da que hoje vem ao palco. O tabuleiro-de-damas, que aprecia zonas pedregosas em prados ou matagais, foi fotografado no fim de Maio no Gerês, e portanto não pode ser a F. lusitanica: de acordo com os botânicos que nos ensinam, esta espécie só existe no centro e sul do país; e a Flora Digital de Portugal atribui-lhe um período de floração que não ultrapassa Abril. Além disso, a base de dados Anthos, que colige vasta informação sobre a flora espanhola, regista a presença da F. nervosa junto à fronteira norte de Portugal - a um pulo da serra do Gerês -, e as fotos que lá se exibem conferem com as da nossa planta.

As flores da F. nervosa são solitárias, com nectários na base de cada uma das seis tépalas. Na foto pode contar seis estames, mais curtos que o perianto, que rodeiam um estilete com um estigma tripartido. As folhas verde-mar têm nervuras vincadas, sendo opostas as inferiores no caule, mais estreitas as superiores.

O termo latino fritillus designa o copo com que se lançam dados e que os taxonomistas julgaram reconhecer no formato da corola, sobretudo graças à acentuada curvatura na base das tépalas.

3 comentários :

James disse...

Pelo que sei existem também alguns cultivares deste genero... mas srão eles tão belos como os exemplares selvagens? Lindissimos!

Lara disse...

Mais uma jóia da botânica analisada á lupa ... para nosso deleite ...

miguel disse...

Que maravilha...Adoro-a!