22.7.10

Samacalo peludo



Anarrhinum duriminium (Brot.) Pers.

Antes de nos despedirmos do Douro e partirmos estrada acima há tempo para registarmos mais uma planta de flor branca. E matutamos na coincidência: este talude onde se refugia toda a flora que, à força de herbicidas e agro-químicos, vai sendo erradicada do Douro vinhateiro - este talude, dizíamos, parece ter um fraquinho pelo branco. Ou então é o já maduro mês de Maio que prefere essa cor, vestindo-se os outros meses de cores diferentes. Só voltando lá no calor infernal do Verão é que poderemos confirmá-lo.

A sina dos caçadores de plantas é valorizarem o que é raro e desprezarem o que é abundante. Essa tendência, se não for combatida, acaba por embotar-nos a vista, pois a raridade nada tem a ver com a beleza. E só conhecendo o que é vulgar se apreciam as variações que introduzem a nota de raridade. Mas deixemo-nos de rodeios: o Anarrhinum duriminium é uma versão branca e peluda, exclusivamente nortenha, do A. bellidifolium, uma erva altaneira e versátil que se encontra de norte a sul do país. O óbice é que, nunca tendo nós mostrado a segunda planta, a comparação perderia significado - não fosse podermos ir espreitá-la ao vizinho. Além da cor das flores e da pilosidade, outro carácter distintivo do A. duriminium são as folhas tripartidas do caule, com o folíolo central muito maior do que os seus parceiros laterais.

Dizem os manuais que o samacalo-peludo, um endemismo do noroeste peninsular, floresce de Maio a Agosto e gosta de morar em rochas graníticas e em taludes. Significa isso que a sua presença na exacta estrada onde o encontrámos tem o selo da inevitabilidade. Haveremos de comprovar in loco se o calendário da floração está igualmente correcto.

3 comentários :

Francisco Clamote disse...

Obrigado, Paulo, pela visibilidade dada ao meu sítio. É uma honra. Abraço.

Paulo Araújo disse...

Ora essa, Francisco, o seu blogue bem merece ser visitado. E, como somos poucos, temos de fazer força uns pelos outros - para que mais gente aprenda a dar atenção às plantas.
Abraço.

Anónimo disse...

Estive várias semanas a procura desta excelente planta melífera.

Graças a vossa amabilidade pela breve resposta via correio electrónico a samacalo foi identificada e será preservada.
A pequena comunidade de apicultores biológicos agradece esta vossa preciosa informação.

http://apiculturabio.livreforum.com
https://www.facebook.com/pages/PermApicultura/265555240177668
obrigado,
marcelo eduardo aguiar