20.7.10

Erva de partir pedra



Saxifraga fragosoi Sennen [sinónimo: Saxifraga continentalis (Engler & Irmscher) D. A. Webb]

Continuamos no Douro, ainda com o carro mal estacionado e os quatro piscas ligados. O que vale é que esta via tem pouco trânsito, senão haveria muita gente a fazer como nós, parando o carro às três pancadas só para admirar a diversidade botânica nos taludes. Desta vez é uma plantinha que estende uma manta de flores brancas como quem saúda uma procissão. Trata-se de uma saxífraga, género que hoje nos visita pela terceira vez (confira aqui e aqui) e que tem acentuada predilecção pelas rochas. Nem que seja para lhes explorar as fissuras à procura dos pontos fracos: saxifraga vem do latim e significa exactamente quebrar pedra.

As flores da S. fragosoi são versões miniaturais das da S. granulata, que é uma planta muito mais comum de norte a sul do país. Contudo, as folhas de uma e de outra não se deixam de modo nenhum confundir: as da S. granulata são arredondadas e invariavelmente verdes; as da S. fragosoi podem ser verdes ou vermelhas e têm a forma de um garfo (veja na segunda foto).

A S. fragosoi gosta de rochas húmidas, por vezes sombrias, e em Portugal ocorre apenas em Trás-os-Montes e nas Beiras. Além de a termos visto no Douro, encontrámo-la também na estrada para Piódão. Globalmente, fica-se pelo noroeste da Península Ibérica e pelo sul de França.

2 comentários :

biodivers©idade disse...

Encanta-me a natureza...

paulo brito disse...

descobri este blog ao tentar uma forma de catalogar as fotos de flores que vou fotografando.
parabéns pelo site (excelentes artigos) - vou navegar por ele a ver se começo a dar nome às minhas flores.