28.1.05

Dúvidas de semeador

Informa-nos Harri Lorenzi, no livro Árvores Brasileiras - Manual de Identificação e Cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil (Instituto Plantarum, São Paulo, 1998), que as sementes da Ceiba insignis, que plantaremos logo que resolvam espreitar do aconchego do algodão que as envolve, germinarão em uma a duas semanas. Informações bem-vindas para aplacar a ansiedade. Em tempos idos, sem literatura especializada disponível, a sorte do semeador - e do contista - era mais imprevisível. Disso nos dá conta Fernando Sabino em As melhores crónicas (2000):

«Um ficcionista às vezes precisa saber coisas muito esquisitas. A experiência própria nem sempre ajuda. Passei, por exemplo, a minha infância nos galhos de uma mangueira, chupando manga o dia todo, e não soube responder a um amigo meu, excelente romancista, quanto tempo levava para germinar um caroço de manga. Contou-me ele, na época, que andou precisando saber este pormenor, em razão de uma história que estava escrevendo. Depois de perguntar a um e outro, e não obtendo senão respostas vagas, telefonou para a repartição do Ministério da Agricultura que lhe pareceu mais apta a fornecer-lhe a informação. O funcionário que o atendeu ficou simplesmente perplexo:
- Caroço de manga? Que brincadeira é essa?
Como insistisse, informaram-lhe que, realmente, havia quem talvez soubesse - um especialista no assunto, lotado num departamento ao qual estava afeto o sector de fruticultura. Discou para lá - mas só conseguiu colher vagos palpites:
- Um caroço de manga? Bem, deve levar um ou dois meses, o senhor não acha?
- Não acho nada: preciso saber com exatidão.
- Por quê?
- Bem, porque ...
Outros telefonemas, que somente despertaram reminiscências infantis:
- Na minha casa tinha uma mangueira. A manga-espada, por exemplo, se bem me lembro...
- Boa é a manga carlota, aquela pequenina, sem fibra nenhuma... Lá no Norte chamam de itamaracá.
- O caroço? Bem o caroço, para lhe dizer com franqueza...
Resolveu telefonar para o Gabinete do Ministro.
- Queria uma informaçãozinha de Vossa Excelência.
O Ministro não sabia.»

3 comentários :

asa disse...

Fiquei com uma grande vontade de ler Fernando Sabino. Ai fiquei, fiquei.

Anónimo disse...

Fernando Sabino, Ruben Braga... a Maria está a abrir-nos o maravilhoso mundo dos cronistas brasileiros! S (de sementinha ;-)

marocas disse...

Bom, só descobri isto dos blogs há dias;parece que entrei pelos melhores, pois digo-vos que estou absolutamente doido com este; já me abriu ganas novas de me meter numa porrada de coisas.Grandes malandros, e eu sem saber que isto era tão divertido...

Vpu aparecer mais vezes, ai isso juro que sim...